Gol chorado leva o Figueira ao topo do grupo B na Segundona

Gol chorado deu a vitória ao Tigre do Bom Pastor

Equipe são-joanense venceu o Arsenal por 1×0 com gol de Felipe Capixaba

Gol chorado deu a vitória ao Tigre do Bom Pastor
Gol chorado deu a vitória ao Tigre do Bom Pastor

O gol salvador do atacante Felipe Capixaba, no final da etapa complementar, foi o suficiente para espantar a chance de ser lanterna, e deixar a equipe do Figueirense como líder do grupo B da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro com 8 pontos. O jogo disputado contra o Arsenal, ontem, no estádio Ely Araújo (Campo do América) marcou mais uma vez o equilíbrio das equipes na competição. Ao que parece, o torcedor terá que esperar até a última partida, ou melhor, os minutos finais da primeira fase, no dia 13 de setembro para saber quem serão os dois classificados da chave.

“Estávamos precisando de um pouco de sorte também. A bola não estava entrando. O tapa final para concluir não estava acontecendo. Estamos vivo na briga pela classificação, temos que trabalhar e continuar com essa seriedade”, enfatizou o treinador Luis Henrique.

Poucos puderam ver o gol solitário do camisa 9 que ecoou por todo “templo”, onde um dia Telê Santana atuou, que estava com portões fechados, por não possuir uma saída de emergência adequada. A Federação Mineira de Futebol interditou o estádio Paulo Campos (Campo do Social), onde o Alvinegro estava mandando seus jogos, por causa do gramado irregular e o vencimento de um laudo, imprescindível para realização das partidas. Em um campo onde a bola não ficava tão viva, o Tigre do Bom Pastor conseguiu imprimir seu ritmo e poderia ter vencido com um pouco menos de sofrimento.

Capixaba, que ainda não havia balançado as redes na competição, explicou que isso é do jogo e, que não importa quem decida. “O importante é a instituição conseguir seus objetivos”. O gol, chorado, foi quase do meio da rua. O centroavante aproveitou o vacilo do goleiro do Arsenal e bateu de esquerda para a bola entrar mansamente.

Destaque para o sistema defensivo implantado pelo treinador Luis Henrique Arantes, que até agora levou apenas 3 gols na Segundona. Na zaga, Renan e Davi transmitem segurança ao time todo. Nas laterais, os filhos da cidade dos Sinos, Careca e Adriano, estão voando baixo, tanto no apoio quanto na marcação. Mas, o grande destaque vem sendo o goleiro Jeffinho, “o paredão alvinegro”, que vem fazendo um campeonato acima da média.

Gringos na área 

Colombianos podem estrear
Colombianos podem estrear

O Figueira poderá ter dois reforços colombianos na próxima partida. Trata-se do meia Steven Guerreiro e do zagueiro Estiven Ramirez. De acordo com os atletas, suas situações estão regularizadas e ficam à disposição do Tigre, na próxima partida contra o Betinense, dia 19 de agosto, na Arena do Calçado em Nova Serrana. Já o terceiro gringo, Kevin Acuna, segue com complicações nos documentos para a disputa do torneio.

TEXTO/VAN: DIEGO CABRAL

FOTO: ASSESSORIA DE IMPRENSA – FIGUEIRENSE / VITA DEL-REI

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*