Ensaio Fotográfico: Luzes de Natal

As celebrações Natalinas, hoje comuns em nossa sociedade têm seus primeiros registros datados do ano de 336 DC, pelos cristãos que faziam seus rituais ainda de forma secreta, em Roma. Anos depois, em 380 DC, o cristianismo foi instituído como religião no Império Romano pelo imperador Teodósio I, através de uma lei conhecida como Édito de Tessalônica. Esta lei instituiu a religião como oficial do império, liberando os cristão para exercer sua crença e celebrações. As festas pagãs foram substituídas pelas cristãs, e o culto ao Sol Invictus, se tornava a data maior do cristianismo, celebrando o nascimento de Jesus.

Era comum então que os participantes desta celebração acendessem velas, que significavam que a presença divina estava ali, viva. Depois de dois milênios, com o advento da eletricidade,  estas velas de cera foram sendo substituídas. Inicialmente foram velas elétricas e depois fios decorados com pequenas lâmpadas, que hoje circundam as árvores de natal, jardins, casas e monumentos.

A cidade de São João del-rei com sua forte tradição católica, também se enfeita de luzes para celebrar o Natal. Na cidade são as praças, pontes e locais históricos que recebem as luzes, trazendo beleza aos olhos dos turistas e moradores locais. As luzes ajudam a relembrar o momento de celebração, e a trazer o espírito natalino, de fraternidade e cuidado com o próximo.

Texto/VAN: Rafael Nascimento
Foto/VAN: Rafael Nascimento

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*